• Alexandre Luzzi

DESTRAVE A DINÂMICA DAS SUAS AULAS DE PILATES SABENDO DISSO!



Pergunta 1: Qual é a realidade da organização dos estúdios de Pilates e os atendimentos no Brasil?


[R] Muitos profissionais de Pilates foram levados pelo mercado a montarem seus estúdios comprando 1 aparelho de cada. Um Reformer, um Cadillac, um Barrel, 1 Wunda Chair, sendo convencidos de que essa seria a única forma para se trabalhar.

A partir dessa padronização de mercado eles irão estruturar a dinâmica de suas aulas, seja essa aula com 1, 2, 3 ou mais alunos por horário.


O padrão dos atendimentos nos estúdios do Brasil é de 2 a 3 pessoas por horário e nesse caso o professor passa a ser obrigado a estruturar uma aula no formato RODÍZIO, onde cada aluno faz um exercício em um aparelho e o Professor fica ali, fazendo o que pode, tentando atender a todos da melhor forma possível.




Pergunta 2: Será essa a única forma de organização e atendimento?


[R] Na verdade, a resposta é não! Não é!

Existem outras formas de organização do seu trabalho. Agora, para que isso fique bem claro para você é preciso entender uma coisa fundamental:

“Toda a organização do seu espaço de trabalho e do formato da sua aula irá depender do MÉTODO que você utiliza nas suas aulas de Pilates”



Pergunta 3: E se eu não tenho um método de trabalho?


[R] Se você não tem um método claro de trabalho, você acaba comprando qualquer ideia que o mercado vende para você e isso é um grande problema. Pode ser que lá na frente, depois de ter comprado todos os aparelhos do seu estúdio, você perceba que acabou colocando a carroça na frente dos bois.


Pergunta 4: O que é método afinal de contas?


[R] "Conjunto de etapas, ordenadamente dispostas, a serem vencidas na investigação da verdade, no estudo de uma ciência ou para alcançar determinado fim” (Galliano, 1979).

Essa definição deixa claro que Método é a organização de etapas e processos bem definidos com o objetivo de chegar, de forma mais rápida e eficiente, em um determinado fim.





Pergunta 5: Que fim é esse? Qual é o nosso destino?


[R] O condicionamento físico e mental que Joseph almejava, e que ele mesmo define como:


“Obtenção e manutenção de um corpo uniformente desenvolvido, com uma mente poderosa, capaz de realizar de forma natural, com facilidade e satisfatoriamente, as mais variadas tarefas diárias, com prazer e entusiasmo.” (Joseph PIlates, 1945)




Pergunta 6: Quais são as etapas desse método?


[R] Dentro da perspectiva da Escola Clássica, proposta por Romana Kryzanoswka, essas etapas seguem uma sistematização de movimentos dividida em níveis (básico,intermediário e avançado), que respeitam princípios e leis que regem todo o processo de maturação física e cognitiva do indivíduo.



Básico – Resgate de movimentos primários sendo o enrolamento – as flexões – a base que vai potencializar todas as outras possibilidades de movimento.


Intermediário – Progressão dos movimentos em outros planos de direção. Exploramos mais as extensões da coluna e construímos as torções de forma gradual e pedagógica.


Avançado – Se propõem uma movimentação com caráter mais atlético, explorando movimentos em todos os planos de direção.

Note que estamos falando de reviver o processo de aprendizagem motora, isso só pode ser feito a partir da integração, no movimento, do físico, do mental e do espiritual!



Pergunta 7: O que isso tudo tem a ver com o layout do meu estúdio?


[R] Para colocar tudo isso em prática nós organizamos uma sessão de Pilates em 3 etapas:


Primeira etapa – Sequencialização dos exercícios no Mat ou no Reformer.


Nessa primeira parte da aula o aluno fará uma sequência de exercícios pré-determinada, que respeita as características citadas acima e que pode evoluir de um nível BÁSICO para o INTERMEDIÁRIO e posteriormente ao AVANÇADO. Essa progressão respeita as características do nosso desenvolvimento neuromotor.


Objetivo dessa etapa: Proporcionar sequencias de movimentos dinâmicos e progressivos onde o aluno trabalha de maneira muito concentrada, de 20 a 35 minutos, sem intervalos ou entrecortes de movimento.

Para a realização dessa primeira parte o seu estúdio precisa estar preparado com a quantidade de equipamentos semelhante ao número de alunos máximo que você atende por horário. Por isso que nos estúdios clássicos temos uma quantidade maior de equipamentos como o Reformer e o Mat.



Segunda etapa – Individualização.


Nesta etapa da aula utilizaremos os outros recursos do SYSTEM (as possibilidades de trabalho com os outros aparelhos dentro do sistema) para trabalhar as necessidades específicas do aluno.


Por exemplo: O professor nota que na primeira parte da aula o aluno apresenta uma grande dificuldade em realizar os exercícios de enrolamento pois apresenta um certo déficit de mobilidade torácica. Logo, na segunda parte da aula o Professor pode escolher trabalhar no CADILAC com a barra Push Throug alguns exercícios que darão ênfase nessa mobilidade. Essa etapa da aula tem a duração de 10 a 15 minutos.


Aqui a quantidade de aparelhos do seu estúdio não precisa ser necessariamente igual ao número de alunos que você atende por horário, mesmo tendo um aparelho de cada você colocar um aluno em cada aparelho para a realização dessa fase, mas note, não é a aula inteira pois nesse caso você perderá muito em dinâmica.


Terceira etapa – Finalização.


Joseph Pilates destinou alguns exercícios ou séries de exercícios para finalização das aulas, essa estapa da aula dura em torno de 10 a 15 minutos. Finalizar uma aula de Pilates normalmente significa colocar o nosso aluno, alerta, ativo, pronto para o seu dia, daí os exercícios de finalização, em sua maioria, serem ESTIMULANTES e não RELAXANTES!


Veja um exemplo:


STANDING WALL – série de finalização de aula que realizamos com halteres nas mãos de 1 ou 2 Kg. Essa série é composta por 3 exercícios (Circles; Peeling/Rolling; Squats) que são realizados contra a parede.




Muitos trabalhos de finalização de aula podem ser feitos com acessórios simples, como os halteres de 1kg, magic circles, spine corrector. Dessa forma, vale a pena você ter a quantidade similar ao número de alunos que você atende, pois você pode realizar essa finalização com todos juntos novamente!



Conclusão


A maior parte dos fabricantes de equipamentos de Pilates não tem a menor ideia do que é Pilates, não conhece o método e nunca fez um exercício de Pilates. Sem uma noção clara do método que você vai utilizar dentro das suas aulas de Pilates, fatalmente você vai acabar colocando a carroça na frente dos bois.


Alex Luzzi



141 visualizações0 comentário
TELEFONE: (11) 2924-3010