• Alexandre Luzzi

RE-FLETINDO com AlexLuzzi - Porquê estudar o Pilates CLÁSSICO em 2021?

Todo início de ano é o momento de você tomar decisões no sentido de como vai direcionar a sua vida em todos os seus aspectos, incluindo o profissional. Tomar decisões significa, ter clareza do destino que você pretende ir e principalmente dos atalhos e obstáculos que terá no caminho.


Um dos grandes obstáculos para todos nós, quando temos que tomar uma decisão profissional, está justamente no excesso de informação que temos disponível, já que, na maior parte dos casos, causam mais confusão do que clareza.

Então eu quero que você tenha em mente uma coisa muito importante:


EXCESSO DE INFORMAÇÃO GERA CONFUSÃO!


Isso posto, quero que saiba que este TEXTO não é mais um TEXTO que vai te trazer informação sobre alguma coisa. Não!!!!!

O meu FOCO será justamente em te ajudar a ser SELETIVA(O) no sentido do que é mais relevante para você entender COMO O PILATES CLÁSSICO PODE TE AJUDAR NA SUA VIDA PROFISSIONAL NESSE ANO DE 2021.



Para entender o porquê devemos estudar o Pilates Clássico em 2021 é necessário saber o que é o Pilates Clássico, em primeiro lugar. Para isso, talvez seja melhor começar por aquilo que ele não é, abaixo separei algumas perguntas:



⦁ É uma sequência de exercícios originais?

R: Não! Note que quando reduzimos o Pilates apenas a uma sequência de exercícios, subtraímos o sentido e o significado dessa prática que foi arquitetada por Joseph. Esse é um dos grandes problemas dos Profissionais de Pilates atualmente, pois quando fazemos isso nós esvaziamos a nossa prática de sentido.



⦁ É a verdade sobre o trabalho de Joseph Pilates?

R: Não, primeira coisa muito importante a se saber, o Pilates Clássico não é uma coisa homogênea e uniforme, ou seja, uma coisa só. Existem diferentes perspectivas dentro do Pilates Clássico e cada uma delas é fruto da interpretação de alguém que esteve diretamente em contato com Joseph Pilates. Porém, na minha opinião, uma coisa essas escolas têm em comum, o comprometimento com a narrativa histórica transmitida de geração em geração. Assimilar as divergências dentro dessas narrativas é tarefa do Professor de Pilates.



⦁ É realizar exercícios em equipamentos Clássicos?

R: Não, é acreditar nos valores de Joseph e mudar o nosso estilo de vida e principalmente o nosso próprio corpo com o método. Isso pode ser facilitado com equipamentos Clássicos, mas não é uma condição.



⦁ Qual é a diferença entre o Pilates Clássico e o contemporâneo?

R: Se eu falei na pergunta anterior que o Pilates Clássico não é algo homogêneo, e também acredito que as escolas contemporâneas não são, responder essa pergunta do ponto de vista de apenas duas categorias é algo impensável. Sendo assim, essa pergunta, no fundo, é uma pergunta ruim. Que Pilates Clássico? Que Pilates contemporâneo?



⦁ O que é o Pilates Clássico? Uma modalidade de ginástica?

R: Dentro da perspectiva da Escola que eu estudei (Romana Kryzanowska) não! Não é uma modalidade de ginástica, é a expressão da cultura corporal de uma época que transmite a visão de mundo de Joseph Pilates, seu criador. Essa cultura corporal se organiza em conceitos e valores que Joseph admirava em outras culturas e também em valores que ele se opõe em relação à sociedade em que vivia. Essa filosofia de vida embasa um sistema de movimentos organizado de acordo com uma metodologia que busca um fim específico: o condicionamento físico a partir da integração entre corpo, mente e espírito.



⦁ Quando o instrutor de Pilates realmente “ENTENDE” o Pilates Clássico?

R: Quando se responsabiliza em transformar o seu próprio corpo com o método, isso necessariamente implica em acreditar nos valores de Joseph.



⦁ O que pode esclarecer o conceito de CULTURA CORPORAL?

R: Muitas vezes escutamos ou lemos expressões que dizem ser da natureza humana isso ou aquilo, como se tivesse um lugar ou condição humana onde o homem pudesse ser ou encontrar uma essência, aquilo que ele realmente é, por si, sem a influência da cultura.


O homem não é um ser natural e sim cultural! Percebemos, sentimos, pensamos, fazemos aquilo que as circunstâncias culturais nos determinam. Somos inseridos no mundo por meio da linguagem, e por meio de nosso corpo vamos absorvendo e dando sentido à experiência humana dentro da hierarquia de sentido e valores que a cultura nos apresenta. Em última instância, a cultura é uma agenciadora de sentido. Uma espécie de TEIA de significados.


O conceito de cultura corporal é justamente a expressão do sentido e dos valores de uma sociedade no contexto das práticas corporais, afinal, o nosso CORPO é o lugar por excelência, onde se expressam a disputa dos valores de uma sociedade.



⦁ O que tudo isso tem a ver com o Pilates? O que isso pode me ajudar a entender o Pilates Clássico?

R: Entender o que é o Pilates Clássico é buscar os conceitos e valores que estão na base da sua formação e os conceitos e valores pelos quais ele se opõem.


Em resposta ao advento de uma sociedade que se afasta do mundo “natural”, que se industrializa e se aglomera em centros urbanos criando todo tipo de problema em saúde pública, Joseph Pilates será um grande crítico dessa cultura que tem como valores predominantes a PRODUTIVIDADE, CONFORTO, CONSUMO, ACÚMULO DE CAPITAL, VELOCIDADE, TRABALHO, COMPETIÇÃO.


Veja como Joseph Pilates é um crítico desses valores nas suas palavras abaixo:


"Devemos escolher com sabedoria nesta era moderna um padrão de vida que exclua a pressão constante, os empurrões, as cobranças exageradas, as aglomerações e a competição selvagem, coisas tão comuns em nossos dias. Esse ritmo rápido demais é claramente refletido em nossa forma de estar em pé, andar, sentar, comer, e até mesmo de falar, e resulta em levar nossos nervos ao limite da manhã à noite, e de fato nos privar do sono necessário "

J.H.PILATES, 1945


O seu LEGADO não foi a criação de um sistema de exercícios e sim o SIGNIFICADO que ele atribuiu a eles, criando uma cultura corporal!


O dilema que nós professores de Pilates vivemos hoje não está no problema de aprender mais exercícios, mas sim no completo esvaziamento do SIGNIFICADO do trabalho de Joe. Hoje se pratica Pilates pegando emprestado valores que são completamente externos à CULTURA da CONTROLOGIA. Um exemplo disso são os inúmeros equipamentos e acessórios introduzidos nos estúdios de Pilates com o objetivo de MUSCULAR o corpo das pessoas, dentro de valores que são contemporâneos, já que Joseph enfatizava a importância do equilíbrio e da harmonia entre força e flexibilidade.


A grande força de Joseph Pilates estava na sua capacidade crítica da sociedade que vivia e ao mesmo tempo na criação de uma CULTURA CORPORAL a partir de SIGNIFICADOS que já haviam passado pelo crivo da história.


Sim, muitos dos sentidos que Joe atribuiu ao seu trabalho já estava posto em tempos remotos, sua genialidade estava justamente na humildade de valorizar o que o tempo validou dentro de uma sabedoria coletiva, veja abaixo conceitos e valores que influenciaram Joe:


Fig 1 Influência do Cong fou (China) – Uma pratica milenar que tem como valor a CIRCULAÇÃO de fluidos e energia do centro à periferia!




Fig 2 - Influência grega Paideia (παιδεία): A educação como VALOR SUPREMO tendo objetivo de educar o homem preparando-o para tomar melhores decisões morais e melhorar a capacidade pessoal de busca pela excelência.



Fig 3 – Movimentos ginástico Europeu - a ideia de uma relação direta entre corpo e mente; do uso do exercício físico para uma educação moral; a preparação para a defesa da pátria. Tirando este último, todas as outras ideias são bem presentes nos escritos de Joseph Pilates.



Fig 4 – Naturismo - Em Berlim, na Alemanha, o movimento chamado inicialmente de Nudismo, foi crescendo e recebeu o nome de Frei Körper Kultur – FKK, que significa Culto ao Corpo Livre. O corpo nú é o símbolo MAIOR de uma revolução dos valores que queremos!



E assim, por meio de tantas Influências Joe cria o seu SIGNIFICADO - Return to Life of Through Contrology que significa nas suas palavras:


“Autoconfiança, postura, consciência de ter o poder de realizar nossos desejos, com avivado e renovado interesse pela vida são os resultados naturais da prática da contrologia”.

(J.H.P, 1945)




Se você esvaziou do seu trabalho todo esse SIGNIFICADO e hoje ensina Pilates como se estivesse em uma sala de musculação, possivelmente você vai sentir que falta alguma coisa dentro do seu trabalho.


Pense nisso!!!


Alex Luzzi


Entre no grupo Telegram

40 visualizações0 comentário